O Grupo de Mídia São Paulo, entidade que congrega os profissionais de mídia das agências de publicidade e propaganda do Estado de São Paulo, em comemoração aos seus 50 anos oferece, para a cidade, a exposição “50 anos de mídia no Brasil – 1968-2018”. A mostra conta a evolução dos meios de comunicação entremeada com os fatos históricos que, ocorriam no país no decorrer deste período, de uma forma absolutamente lúdica, como uma viagem no tempo para mexer com a memória afetiva e com as emoções de quem viveu esta época e, também como uma oportunidade singular de conhecimento para os mais jovens.

Separada por décadas, a exposição contou com a curadoria de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (Boni) e Thomaz Souto Corrêa, dois ícones do mercado de mídia brasileiro, que junto com uma equipe de apoio, foram responsáveis por selecionar e indicar as referências para cada período da exposição. No passeio pelo tempo, a mostra inicia em 1968, sob um cenário de restrição à liberdade, marcado também pela chegada do homem à Lua. A jornada continua com a Copa de 70, a implementação da TV Colorida, a anistia, a multiplicação das rádios FM, a efervescência da era Disco, o movimento Diretas Já, a chegada da TV a Cabo, a morte de Ayrton Senna, Brasil pentacampeão até o fenômeno das redes sociais, tudo ambientado de acordo com as características de cada década.

“Este ano, o Grupo de Mídia São Paulo comemora seus 50 anos. Como profissionais ligados diretamente aos meios de comunicação e seu público consumidor, nada mais justo do que comemorarmos esta data com a população. Esta exposição foi concebida como um presente para cidade, uma oportunidade de entretenimento para as famílias viajarem juntas por estas décadas tão marcantes na vida dos brasileiros”, comenta Paulo Sant’Anna, presidente do Grupo de Mídia São Paulo.

Para Bruno Assami, diretor executivo da Unibes Cultural, receber a mostra 50 anos de mídia no Brasil – 1968-2018 é muito importante para a instituição. “A Unibes Cultural é um espaço plural de diálogo com São Paulo, e receber uma exposição que conta ao público uma história tão rica quanto a de 50 anos da mídia no Brasil é um verdadeiro presente para a cidade. Temos o desafio de fortalecer o sistema cultural paulistano por meio de diversidade da programação, e de estimular na população o conceito de que cultura é comportamento. Mídia e comportamento andam lado a lado há 50 anos, então nada mais atual do que uma mostra como essa”, comenta o diretor.

A exposição contou com a criação e produção cenografia da Caselúdico, responsável por algumas exposições mais bem-sucedidas do país, como o Castelo Rá-Tim-Bum, Tim Burton e Sílvio Santos; pesquisa e textos de Elmo Francfort (diretor do Memória da Mídia); teve a produção geral da Piraporanó e o gerenciamento operacional da Duo Experience.

As décadas:
1968-1977 – Massificação das mídias – os eventos transmitidos ao vivo pela TV e pela rádio, Copa de 70, início da transmissão em cores, Sílvio Santos, Chacrinha, Hebe Camargo, Ronald Golias, as novelas Beto Rockfeller e Bem Amado, Jornal Nacional, Fantástico, os homens do Rádio, a revista Veja.

1978-1987 – O Brasil via Embratel – redes nacionais de televisão, retorno dos exilados políticos, Diretas Já, presidente Tancredo Neves, novelas Roque Santeiro e Dancin’Days, Henfil, Perdidos na Noite, TV Pirata, Casseta & Planeta, Fórmula 1, as Rádios FM, revistas verticais Bizz e Somtrês, o videocassete.

1988-1997 – Quantidade e Qualidade – TVA, Globosat, boom das revistas, rádios e seus estilos musicais, MTV, nova constituição nacional, Odete Roitman, Pantanal, nascimento da Internet, UOL, chegada das redes internacionais de cinema

1998-2007 – A Internet veio para ficar – Bug do milênio, ferramentas gratuitas IG e BOL, portais Terra e Yahoo, comunicação online com ICQ e MSN Mensenger, rádios web, MySpace, Trama Virtual, Google, Orkut, versões online das revistas, transmissões digitais, Reality shows – Casa dos Artistas, BBB, No Limite, mídia exterior, Facebook.

2008-2018 – A Era Digital – plataformas digitais, blogs, sites, redes sociais, segunda tela, Breaking Bad, Game of Thrones, trend topics do Twitter, Youtube, celular, Netflix, a rádio ao vivo e a cores, mídia exterior, cinema multiuso e aplicativos.

Serviço:
50 anos de mídia no Brasil – 1968-2018
De 26/10 a 3/2
Funcionamento: de Terça a Domingo, das 10h00 às 19h00
Classificação indicativa: livre
Ingressos: R$ 20,00 | R$ 10,00 (meia)
Informações: 11 3065-4333 e http://unibescultural.org.br/
Unibes Cultural: Rua Oscar Freire, 2.500, Sumaré, São Paulo, SP (ao lado da estação Sumaré do metrô) | Novo horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10h às 19h

Mais artigos relacionados
Carregar mais em Curadoria

Veja também

Folha de S. Paulo: um jornal a serviço do Brasil

Antes de falarmos da publicação, é necessário conhecer um pouco sobre o Grupo Folha. Este …