Com pouca repercussão e audiência morna, a novela das sete, “Deus Salve o Rei” (Globo), está passando por uma reformulação. Personagens devem morrer e outros vão surgir.

Daniel Ad­jafre, que pela primeira vez assina uma novela como autor principal, vem recebendo a ajuda de Ricardo Linhares para dar novos rumos à trama medieval, que tem registrado 25 pontos de média no Ibope (cada ponto equivale a 71.855 residências na Grande SP).

“A audiência está na média, mas poderia estar melhor. Se o investimento foi para uma superprodução, merecia um resultado melhor”, diz Elmo Francfort, diretor do Instituto Memória da Mídia. A situação não é nova.

“Já houve isso antes. O próprio Ricardo Linhares já foi acionado para ajudar no enredo de ‘A Lei do Amor’ [2017], por exemplo”, lembra Julio Cesar Fernandes, especialista em TV e professor da Faculdade Cásper Líbero. “A novela é uma obra aberta, feita ao mesmo tempo em que é vista pelo pú­blico e isso possibilita ajustes.” ​

Algumas dessas mudanças devem começar pelo casal protagonista. “Afonso [Romulo Estrela] é muito baixo-astral, e a Amália [Marina Ruy Barbosa] está muito eufórica. Eles são bons atores, com apelo popular forte, basta essa melhora”, afirma Fernandes.

Para Francfort, “Deus Salve o Rei” é uma novela boa. “Só que o roteiro não está chamativo. Sinto falta de algo que prenda, que chame a atenção. O componente cômico é algo que pode salvar a trama, principalmente com o ator Johnny Massaro, o rei Rodolfo.”

A parceria de Massaro e Tatá Werneck, que vive Lucrécia, é elogiada, mas se perdeu quando a personagem dela foi enviada a um convento, dizem os especialistas. O crítico de TV do UOL, empresa do Grupo Folha que edita a Folha, Maurício Stycer, afirmou que Rodolfo parece confuso.

“Às vezes, ele entra no modo bobo da corte e legisla sobre vagas para carroças no reino. Às vezes, fala sério e manda o seu Exército matar milhares de adversários”, escreveu. Atrapalhou, ainda, a comparação
de “Deus Salve o Rei” com “Game of Thrones”.

“A série é complexa. Uma novela deve ser simples e melodramática”, diz Fernandes. A emissora não avalia mal a audiência, segundo a assessoria de imprensa. Procurados, autor e atores não responderam aos pedidos de entrevista feitos pela reportagem.

Matéria: “Com audiência morna, ‘Deus Salve o Rei’ passa por mudanças e tenta movimentar história”
Fonte: Fabiana Schiavon / Jornal Agora São Paulo / portal F5
Data: 28 de abril de 2018
Link: https://f5.folha.uol.com.br/televisao/2018/04/com-audiencia-morna-deus-salve-o-rei-passa-por-mudancas-e-tenta-movimentar-historia.shtml

Mais artigos relacionados
Carregar mais em Notícias

Veja também

“O Pulo do Gato” ganha livro

Há quase meio século (45 anos, mais precisamente), São Paulo acorda ao som do mesmo miado …